Sharapova volta a ser a nº 1 @Reinaldo_Cruz @QB_7 @R49_ @SC_Corinthian_s @Flamengo_R10_ @Ronaldinho_

Sharapova em Rolan Garros (Foto: Divulgação)

Maria Sharapova é novamente a número 1 do mundo. A russa derrotou a tcheca Petra Kvitova por duplo 6/3 na semifinal de Roland Garros e passou a bielorrussa Victoria Azarenka na liderança do ranking. Sharapova também está em sua primeira final em Paris e tentará completar o Slam de carreira diante de Sara Errani.
Sharapova passou 17 semanas como número 1, entre 2005 e 2008, em momentos diferentes. O dia 8 de junho foi o último da russa nesse posto. Uma grave lesão no ombro tirou Sharapova do circuito nessa temporada e fez com que a tenista de 25 anos tivesse que passar por um longo período de readaptação.
Um dos momentos mais marcantes da ressurreição de Sharapova foi a final de Wimbledon no ano passado, a primeira decisão de Slam depois da cirurgia. A russa foi derrotada por Kvitova e depois também foi vice do Australian Open contra Azarenka. Curiosamente, o piso em que Sharapova consolidou seu retorno ao topo foi o saibro, onde não teve sucesso em sua "primeira carreira".
Sharapova teve alguns problemas com o serviço no primeiro set da partida contra Kvitova, mas logo de estabilizou e dominou no fundo da quadra, contando com alguns erros da canhota tcheca nos break-points. Porém, a russa também mostrou habilidade e paciência para prevalecer no confronto.
Dos últimos cinco títulos de Sharapova, quatro foram na quadra lenta. A siberiana está em busca de seu quarto troféu de Grand Slam. O primeiro veio quando Sharapova tinha apenas 17 anos, em Wimbledon. Dois anos depois, ela venceu o US Open e, finalmente, foi campeã do Australian Open em 2008.
O encontro de Sharapova e Errani é inédito no circuito profissional. A russa venceu dois torneios Premier no saibro em 2012 (Stuttgart e Roma), enquanto a italiana foi campeã em eventos de menor porte (Monterrey, Acapulco e Budapeste). Porém, duas jogadoras do top 10 já foram vítimas de Errani no torneio.